Pintura Antifurto (2011)

Esta série é resultado da apropriação das imagens de anversos e reversos de cédulas manchadas por um dispositivo antifurto em explosões de caixas eletrônicos. A partir de uma autorização emitida pelo Departamento do Meio Circulante do Banco Central, reproduções fotográficas foram feitas.

Sem Título (Cédulas)
impressões cromogênicas metálicas (um lado) ou impressões offset (dois lados)
6,5x14 cm
edições de 25 + 4 PA (impressões cromogênicas metálicas); 50.000 (impressões offset)
2011

Uma reserva de cor subtrai matizes amarelos e laranjas para destacar nesta expressão acidental tudo aquilo que faz o dinheiro perder seu valor. Rastro pictórico como sobra de uma paisagem social furtiva. Tiragens das cédulas foram impressas e distribuídas entre o público nas seguintes ocasiões: 2011, Casa França-Brasil; 2012, Capacete; 2016, Solar dos Abacaxis e 2018, Villa Medici.

 

Sem Título (Mosaico)
impressão cromogênica metálica
56x156 cm
edição de 5 + 1 PA
2011